onkeydown='return false'onselectstart='return false'

SOCIAL MEDIA

Translate - Traduzir

05 julho 2018

Antes e Depois da ACNE.





Vocês devem estar acostumados de ver antes e depois em histórias de acne com a pele ruim primeiro, e depois a pele boa, não é mesmo?
Vamos começar aqui de como a minha pele era ANTES (primeira imagem foi com a presença da minha primeira espinha aos 25 anos. Sim, passei uma adolescência inteira sem saber o que eram as temidas espinhas. A segunda foto é o DEPOIS, aos 26 anos. Sim, em um ano minha pele foi enchendo de acne, e isso foi enchendo aos poucos, incomodando até se tornar extremamente dolorido ao ponto de nenhuma maquiagem mais cobrir (as manchas cobrem sim, mas as espinhas que estão infeccionadas e grandes não tem o que cubra viu?).
Então, como começou? Qual foi a causa? Vamos aos pontos, o que fiz, tratamento que estou fazendo, se está dando resultado ou não.
A primeira foto foi em DEZEMBRO 2016, a segunda foto foi JUNHO 2018. 1 ano e 5 meses entre as duas fotos, e uma diferença aterrorizante.


Tudo começou quando fui fazer exames de rotina e consulta com a ginecologista, a mesma resolveu trocar meu medicamento (anticoncepcional) pois já tomava o mesmo há bastante tempo com meu histórico de ciclo irregular de menstruação. Ok, trocamos. Na metade da cartela já começaram a surgir algumas espinhas, como eu nunca havia tido, me desesperei. Resolvi por conta própria voltar ao medicamento antigo. Sem sucesso. Eu me sentia muito estressada, enjoada o tempo todo. Resolvi dar um tempo nas pílulas e ficar relex. Foi quanto começou a sair MUITO mais espinhas. Voltei a tomar, sem sucesso novamente.


Depois de bastante estresse, enjoo e tudo mais, li bastante sobre isso e resolvi parar com o medicamento de vez, por conta própria. Ai foi onde o pesadelo começou, inúmeras espinhas sem parar, doloridas, inflamadas, incômodas.
Haviam muitos relatos sobre o uso contínuo do medicamento e que a sua suspensão trariam efeitos, aceitei o desafio em me livrar de vez do medicamento e aceitar os fatos e cuidar da pele.
Inúmeros produtos de limpeza, procedimentos etc, e nada, nada mesmo resolvia. Fiz uma limpeza de pele que foi o ápice da acne, onde saíram INÚMERAS e sofri muito com a dor, estouravam e saia muito exsudato inflamatório.

(antes de começar a estourar e secar, e depois quando começou a secar, entre uma semana ou duas).

PRIMEIRA TENTATIVA DE TRATAMENTO
Resolvi tomar antibiótico (por conta própria), clindamicina por 7 dias, e um creme VITANOL A por indicação de uma colega médica. Melhorou durante o uso, muito pouco, depois voltou tudo novamente e deixei de usar o ácido no rosto.
Começou tudo novamente, e então depois de a cada dia piorar mais, vamos a outra opção.

Quando comecei o segundo tratamento já estava BEM pior que antes, já tinha bastante na região da testa também.


SEGUNDO TRATAMENTO (EM ANDAMENTO) Início dia 6 de Junho 2018.
Depois de estar a cada dia pior, uma colega dermatologista me prescreveu um tratamento para teste, mas já querendo começar com o roacutan comigo, que eu estou evitando o máximo até agora. Então começamos o uso da Azitromicina por 1 mês (3 dias sim e 7 não e assim por diante), e o uso tópico na face do EPIDUO. Vou mostrando a vocês o decorrer do uso por semana para irmos comparando (vou atualizar essa postagem a medida do tratamento).

Já adianto que estou sentindo uma melhora, mas que na pausa dos 7 dias começam a sair bastante na região da testa, e as maiores da bochecha levam bastante tempo pra secar.


Como desde início vocês podem perceber que é uma questão hormonal, fiz os exames de hormônios hoje dia (21 de Junho 108) e estou aguardando o resultado. Enquanto isso continuo no uso da Azitromicina (3 dias sim e 7 de pausa) e o uso do EPIDUO tópico.

Atualização: Postagem de produtos que estou usando na pele, limpeza e ácido tópico, clique aqui e confira.

ATUALIZAÇÃO DA POSTAGEM DIA 29 DE JUNHO 2018.

(Durante o tratamento)

9 Dias de uma foto para outra, foram no total até agora dia 29 de junho, 22 dias de tratamento. Iniciei o uso da azitromicina ASTRO no dia 6 de Junho, foram 3 dias sim, 7 sem, 3 dias sim, 7 sem e mais 3 dias que acabou no dia 27 de Junho. O uso do EPIDUO foi diário (todas as noites ao dormir, e removendo com gel de limpeza effaclar pela manhã no dia seguinte. Deixei de usar apenas um dia onde senti bastante queimor, a dermatologista me indicou caso isso acontecesse, alternar os dias de uso, porém foi só esse dia que isso aconteceu, algumas vezes pela manhã ao passar protetor e base sentia queimar, hoje já não sinto mais queimor algum. Uso normalmente o protetor solar e a maquiagem, base e corretivo.
Até o dia 20 de Junho apesar de muitas espinhas e bastante vermelhas, todas estavam secando e quando aparecia uma, não ficavam inflamadas mais. Agora 9 dias depois, surgem algumas e logo em seguida já estão sequinhas, não dá nem tempo de ver direito que logo estão secas.
O meu medo agora é que como acabei o tratamento oral com antibiótica, só a continuação do tópico não faça efeito. Agora é aguardar e ver se vai continuar a melhorar ou não!

ATUALIZAÇÃO DA POSTAGEM DIA 05 DE JULHO 2018.


Hoje vim contar como anda o tratamento. Bom, há alguns dias terminei o medicamento via oral e continuo usando a pomada EPIDUO todas as noites, melhorou bastante os aspectos das espinhas, porém umas estão aos poucos saindo novamente (a pomada seca logo), porém ainda estão saindo algumas. E tem mais, descobri a causa da ACNE e acredito que passei por tudo isso em vão. Não deu nada alterado nos exames hormonais, o que foi foi tão pouco que nem dá para considerar alteração. Porém em um exame de Ultrassonografia descobri o ovário policístico (causa acne, excesso de pelos e queda de cabelo, tudo que estou passando). Há um atrás fiz o exame e nada acusou (acredito que por causa que eu tomava anticoncepcional), e como parei de tomar, veio tudo à tona de uma vez. Como a dermatologista desconfiou, não tinha "motivos" para essa erupção de espinhas se eu nunca tive na adolescência. Então agora é tratar e vai melhorar com uso do medicamento apropriado e não precisarei do temido roacutam.


E como a causa nunca foi de maquiagem, vamos de um reboquinho que eu amo para cobrir um pouco essas manchas horríveis, algumas espinhas estão em alto relevo haha. Nem precisa de efeito com um reboco desse, né não? Base e corretivo da Ruby Rose já faz meu dia! Ah, com protetor solar da La Roche Posay para proteger bem a pele <3

ATUALIZAÇÃO DIA 12 DE AGOSTO 2018

Estava devendo uma atualizada na história da acne! A primeira foto da esquerda foi antes de iniciar o tratamento, a segunda foto com o produto foi hoje (12/08/18). Bom, comecei com um ciclo de antibióticos (total 9 comprimidos) e usando a pomada (epiduo) todas as noites e mostrei aqui enquanto usava o quanto melhorou. Enquanto isso fui a fundo descobrir o que causou esse surto de acne qual eu não tive a vida inteira. Diagnóstico: ovário policístico! Eles causam a acne, excesso de pelo e queda de cabelo (tudo que eu apresentava). Em um exame anterior não havia aparecido, pois eu tomava anticoncepcional e havia parado há um tempo, e já imaginava que deveria ser devido ai anticoncepcional (que eu parei de tomar) mas não imaginava dos ovários. Resultado: voltei a tomar anticoncepcional para o bem da minha pele e do meu ciclo menstrual que havia desaparecido completamente, e uso o epiduo em noites alternadas ou quando me lembro. 🙈 Aparece uma espinha ali outra aqui mas nada que me faça sofrer com dores como antes, secam rápido! E as marcas aos pouquinhos vai melhorando! Porém são muitas e pretendo outros tratamentos estéticos para melhorar, porém um pouco depois quando melhorar bem o estado que estou ainda. Enfim, estou BEM melhor mas é aquela coisa: parou de tomar vai voltar!!!

ATUALIZAÇÃO DIA 16/11/2018



Aqui nesse video tento resumir um pouco de toda a minha história até o momento com a acne, um resumão de todas as etapas e como meu rosto está hoje! Beijos!!!

Comente com o Facebook:

4 comentários :

  1. Olá. Eu usei um antibiótico que foi ótimo e sumiu todas as espinhas. Foi o Tetralysal. Se vc não melhorar, converse com sua dermato sobre ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ouvi falar sobre ele, mas não precisei de nenhum medicamento além do anticoncepcional, minha pele está "limpando" e não saem mais espinhas, mas as marcas ficaram :(

      Excluir
    2. Eu tb passei por esse tormento, exatamente como vc, tomei diane35 dos 14 aos 24, precisei parar por causa de uma enxaqueca mto seria, era um AVC ou a pele. Parei e uns três meses dps começou o tormento, foi igual o seu, no meio da crise tive uma interna enorme na testa, até o médico assustou, tomei antiinflamatório, antibiótico e pomada por uma semana (TB tenho ovário micropolicistico). Dps de mto dinheiro jogado fora, as únicas coisas q melhoraram foi, usar sabonete actine em barra e abolir a toalha, enxugo o rosto só com papel higiênico. A toalha tem resíduos de sabão e amaciante e logo após o primeiro uso, já fica cheia de bactéria. Meu ciclo deu uma melhorada e a pele ficou com manchas, mas espinhas é mais qdo está próximo ao ciclo. Ainda bem q TD passa 🙏

      Excluir
    3. Mas você não voltou a tomar anticoncepcional e melhorou a pele?
      O meu só resolveu voltando a tomar o anticoncepcional :(

      Excluir